Tag Archives: Últimas

Novo Ford EcoSport 2018 Titanium chega em agosto com câmbio e equipamentos do Fusion

Durante a apresentação do novo EcoSport 2018 ao mercado sul-americano no Salão de Buenos Aires há alguns dias, a Ford revelou apenas que o modelo será lançado no Brasil no final de julho, chegando às concessionárias em meados agosto. Antes da estreia do modelo no país, a Ford mostrou à imprensa especializada a versão topo de linha Titanium 2.0, que sofreu consideráveis mudanças mecânicas e de conteúdo (com direito a equipamentos do sedã Fusion) para elevar o patamar do primeiro SUV compacto fabricado no Brasil e acirrar a concorrência no segmento do qual foi líder durante 12 anos.

Com 60% do desenvolvimento feito no Brasil, 6% na China e os 36% restantes divididos igualmente entre as engenharias da Ford europeia e norte-americana, a renovação do EcoSport começa pelos retoques no desenho externo, que ganhou uma aparência mais invocada na dianteira. Faróis e para-choques foram redesenhados e a grade está mais proporcional ao tamanho do carro. Na traseira, as mudanças limitam-se ao para-choque mais robusto. O estepe na tampa do porta-malas foi mantido na América Latina por ser considerado uma das marcas registradas do SUV na região. O reposicionamento da roda sobressalente para o assoalho do veículo exigiria mudanças estruturais na plataforma, aumentando o custo de produção e, consequentemente, o preço do carro.

Para a versão mais cara, a Ford reservou o mesmo motor 2.0 16V Direct Flex com injeção direta do Focus. Já a transmissão automática 6F de seis marchas, que também equipa o Fusion, substituirá o contestado câmbio automatizado PowerShift de dupla embreagem em todas as configurações.

“Pensado de dentro para fora” De acordo com a Ford, as mudanças promovidas no EcoSport 2018 começaram pela cabine para melhorar o conforto dos ocupantes e favorecer a ergonomia. Cerca de 50% das peças da cabine são novas. Para dar uma aparência mais refinada ao interior do SUV, a Ford passou a utilizar peças de material macio ao toque na parte superior do painel e nas laterais das portas. Há também a mescla de tons e texturas nos apliques do console central e o uso de botões emborrachados nos comandos do ar-condicionado.Segundo Adília Afonso, superintendente de Design da Ford na América do Sul, “o cliente do EcoSport Titanium é o menos aventureiro da gama, pois dá preferência ao luxo e conforto”. Pensando no gosto desse consumidor, a marca adicionou peças claras na parte inferior do painel “para não conflitar com a tela ‘flutuante’ …
Ler mais

O post Novo Ford EcoSport 2018 Titanium chega em agosto com câmbio e equipamentos do Fusion apareceu primeiro em Carsale.

Compradores do Dodge Challenger SRT Demon têm de assinar termo de regras de uso

Desenvolvido para competir em provas de arrancada, porém legalizado para rodar nas ruas, o Dodge Challenger SRT Demon é tão potente que a Fiat Chrysler Automóveis (FCA) decidiu obrigar os compradores do muscle car a assinar um termo de responsabilidade com regras de uso determinadas pela empresa. Afinal, todo cuidado é pouco quando se trata de um carro que é capaz de atingir os 100 km/h em menos de 3 segundos.

Entre os alertas citados no termo divulgado pelo site Allpar, a FCA destaca que o espaço antes ocupado pelos bancos do passageiros (vendido como opcional) e traseiro – retirados para aliviar o peso do carro – não devem ser utilizados para levar passageiros. Além disso, a marca proíbe a instalação de um assento que não seja o original.

A FCA também não recomenda o uso dos pneus originais Nitto NT05R, feitos para as corridas de arrancada, em vias públicas para não comprometer a segurança do carro. A empresa alerta também para o motorista nunca rodar com esses pneus em sob temperaturas abaixo de 9ºC negativos. E sempre observar as condições do conjunto antes de participar de competições.O termo salienta também que o comprador do Challenger SRT Demon está ciente que as cores azul B5, azul Indigo Blue, roxo Plum Crazy e verde F8 estarão disponíveis apenas no primeiro quadrimestre do ano que vem.

O Challenger SRT Demon é equipado com o motorzão 6.2 V8 sobrealimentado com compressor mecânico da versão SRT Hellcat. O propulsor sofreu alterações para gerar brutais 852 cv de potência e 106,4 kgfm de torque. Pelo fato de o motor contar com um sistema que permite o uso de gasolina de alta octanagem (mais apropriada para competições), o termo recomenda ao comprador abastecer o carro apenas com os combustíveis indicados pelo fabricante.

De acordo com a Dodge, o Challenger SRT Demon acelera de 0 a 100 km/h em 2,3 segundos, tempo que o torna o mais rápido carro de produção em série nesse tipo de prova. O SRT Demon atinge os 160 km/h em 5,1 segundos e percorre o quarto de milha (400 metros), partindo da imobilidade, em 9,65 segundos.Embora seja um carro criado para provas de arrancadas, o Challenger SRT Demon foi tecnicamente banido das pistas pela entidade que regula essas competições nos Estados Unidos. Segundo a NHRA (National Hot Rod Association), carros de produção que percorrem o quarto de milha em menos de 9,99 …
Ler mais

O post Compradores do Dodge Challenger SRT Demon têm de assinar termo de regras de uso apareceu primeiro em Carsale.

China: os 10 carros mais vendidos entre janeiro e maio no maior mercado do mundo

Depois de fechar 2016 com 24,3 milhões de veículos leves vendidos (crescimento de 15% em relação o ano anterior), a China continua mostrando a sua força em 2017 apesar de não viver o seu melhor momento econômico e por conta das restrições de emplacamentos nas grandes cidades.

De acordo com a consultoria automotiva Focus2Move, os três carros mais comercializados no mercado chinês em 2016 continuam dominando o ranking local mesmo com uma queda de até 10,2% em suas vendas nos primeiros cinco meses do ano. Por outro lado, os SUVs continuam crescendo na preferência dos chineses, a exemplo da atual tendência mundial.

Já o Buick Excelle (versão chinesa do Opel Astra) registrou o maior crescimento (141,5%) no período analisado pela Focus2Move. O modelo saltou da 32ª posição de 2016 para o quarto lugar na parcial de 2017.

Para se ter uma ideia da grandeza do mercado chinês, o modelo mais vendido por lá nos primeiros cinco meses do ano foi a minivan Wuling Hongguang, que teve 226.510 unidades comercializadas. Esse número supera os 153.372 emplacamentos do Chevrolet Onix, o líder de vendas no Brasil, durante todo o ano de 2016.

Veja na galeria abaixo os 10 carros mais vendidos entre janeiro e maio no maior mercado automotivo do mundo:

Fotos: Divulgação

O post China: os 10 carros mais vendidos entre janeiro e maio no maior mercado do mundo apareceu primeiro em Carsale.

Holandês “paga” Opel Astra zero quilômetro com visualizações no YouTube

Um holandês foi a primeira pessoa no mundo a adquirir um carro com visualizações no YouTube. Yuri Schuurkes recebeu um Opel Astra Online Edition avaliado em 23.070 euros (cerca de R$ 83.400 em conversão direta) por ter participado da campanha “Pay by View”, lançada pela marca alemã em abril.Os participantes da ação da Opel são premiados de acordo com a audiência de seus vídeos: 589.900 visualizações para ganhar um compacto Karl Rocks ou ser assistido 739.600 vezes para levar um Corsa três portas. Acessórios também estão entre os prêmios da campanha.

Para ganhar o Astra zero quilômetro, Schuurkes fez um vídeo que mostra o super herói Homem Aranha atacando uma concessionária da Opel para levar um carro (assista abaixo).

O post Holandês “paga” Opel Astra zero quilômetro com visualizações no YouTube apareceu primeiro em Carsale.

5 dicas para evitar problemas com o seu carro no inverno

Com a chegada do inverno o motorista deve ficar atento ao funcionamento de alguns itens do carro para evitar surpresas. Ar-condicionado, bateria, pneus e palhetas são alguns componentes que devem ser checados.

É possível que em dias frios aconteçam dificuldades na hora de dar a partida do veículo. Nesses casos, é importante não insistir demais para fazer o veículo pegar, pois a bateria pode descarregar rapidamente.

Outra ponto que merece atenção são os aditivos e óleos utilizados. “Em temperaturas baixas, os aditivos do carro têm uma função extremamente importante que é de evitar a corrosão de várias partes do sistema de arrefecimento. Com o frio, é indicado que o motorista use um óleo lubrificante menos viscoso recomendado pelo manual do proprietário, pois eles facilitam a lubrificação nos primeiros momentos de funcionamento do motor”, comenta Gerson Burin, coordenador técnico do Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária).

Confira abaixo cinco dicas para evitar ter problemas com o carro no inverno:

  • Reservatório de partida a frio: em carros bicombustível ou a álcool existe o reservatório de partida a frio para o motor. Mantenha esse reservatório cheio com gasolina, preferencialmente aditivada, para garantir uma partida mais rápida sem consumir demais a bateria do veículo.
  • Pneus: verifique a pressão de cada um dos pneus de acordo com a calibragem recomendada pelo fabricante no manual do veículo e lembre-se de fazer a verificação sempre com o pneu frio.
  • Ar-condicionado:  crie o hábito de limpar e substituir o filtro do ar-condicionado para retirar todos os contaminantes externos, acumulados ao longo tempo. Não existe um prazo de quilômetros rodados aconselhado para a troca do filtro, por isso é importante procurar um mecânico de confiança.
  • Luzes e palhetas: avalie e verifique o funcionamento correto das luzes traseiras, lâmpadas de sinalização, luzes de freio, faróis, luzes de condução e também das palhetas que ajudam na visibilidade do veículo.
  • Motor: Evite acelerações com rotações muito altas logo ao dar a partida no motor. O correto é de que ele atinja a temperatura ideal de trabalho para garantir a lubrificação eficiente em todo o sistema seu sistema.

Fotos: Divulgação

O post 5 dicas para evitar problemas com o seu carro no inverno apareceu primeiro em Carsale.

Bizarro Mustang conversível 4×4 de sheik árabe prova que dinheiro e bom gosto nem sempre combinam

O sheik Hamad Bin Hamdan Al Nahyan, membro da família bilionária que governa os Emirados Árabes Unidos, é conhecido pela inusitada coleção de veículos aberta ao público localizada nas proximidades da capital Abu Dhabi. No acervo há desde uma frota de sete Mercedes-Benz Classe S pintados com as cores do arco-íris até criações exóticas.A última invenção do sheik chama a atenção pela complexidade e, principalmente, pela coragem de cortar um Ford Mustang novinho para criar uma espécie de veículo 4×4 com visual retrô. A “obra” criada pelo designer automotivo Hussain Albagali levou sete meses para ficar pronta. No vídeo publicado no YouTube (veja acima), é possível ver algumas fases do processo de produção praticamente artesanal.

Para construir o “maior Mustang 4×4 do mundo”, os mecânicos utilizaram o chassi e o motor 6.4 V8 Hemi a gasolina de uma picape RAM 2015, entre outras adaptações. O resultado, no mínimo estranho, é um conversível com suspensão elevada e visual inspirado nos carros da década de 1920, comprovando o velho ditado que diz “dinheiro e bom gosto nem sempre andam juntos”.

O post Bizarro Mustang conversível 4×4 de sheik árabe prova que dinheiro e bom gosto nem sempre combinam apareceu primeiro em Carsale.

Chevrolet Camaro ZL1 1LE crava 7 minutos e 16 segundos em Nürburgring (vídeo)

Muita gente já deve ouvido alguma vez na vida que os muscle cars norte-americanos “são ruins de curva”. No passado, a combinação de motores potentes com uma dinâmica pouco acertada até justificavam essa afirmação, mas nos últimos anos os esportivos desenvolvidos nos Estados Unidos evoluíram consideravelmente nesse quesito a ponto de desafiarem os melhores carros fabricados pelos europeus e japoneses.A prova desta evolução está no vídeo abaixo (aumente o volume para ouvir o ronco do vê-oitão), que mostra o Chevrolet Camaro ZL1 1LE completando os cerca de 20 quilômetros do traçado externo do circuito de Nürburgring, na Alemanha, em apenas 7 minutos e 16 segundos (13,56 segundos mais rápido que o ZL1 convencional). Para se ter uma ideia do quão impressionante é essa marca, o muscle car superou os recordes de superesportivos como Nissan GT-R, Ferrari 488 GTB, Dodge Viper ACR e os Porsche 911 GT2 e 911 GT3.

Para cravar esse tempo no icônico autódromo alemão, o Camaro ZL1 1LE sofreu alterações aerodinâmicas e nas suspensões. O bólido recebeu defletores de ar, aletas no para-choque dianteiro e uma asa traseira em fibra de carbono. Novos amortecedores, com ajuste independente de altura e rodas com uma polegada a mais de largura. Os pneus Goodyear Eagle F1 Supercar 3R são os mesmos do ZL1 comum.O motorzão 6.2 V8 sobrealimentado com compressor mecânico, que gera 660 cv de potência a 6.400 rpm e 89,8 kgfm de torque a 3.600 rpm, não sofreu alterações. A força do propulsor é enviada às rodas traseiras pelo câmbio manual de seis marchas.

Apesar do desempenho de supercarro, o Camaro ZL1 1LE é vendido nos Estados Unidos por US$ 70 mil (cerca de R$ 226 mil em conversão direta).

Fotos: Divulgação

O post Chevrolet Camaro ZL1 1LE crava 7 minutos e 16 segundos em Nürburgring (vídeo) apareceu primeiro em Carsale.

Volkswagen confirma a produção do novo Polo e do sedã Virtus no Brasil

A Volkswagen confirmou nesta quinta-feira (22) que produzirá o novo Polo e o sedã Virtus na fábrica de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, no segundo semestre. Fontes ligadas à empresa chegaram a antecipar para o Carsale, no começo do ano, que as primeiras unidades do hatch foram fabricadas na unidade em março para serem mostradas a executivos e concessionários – na época o modelo chegou a ser cogitado como a nova geração do Gol.

De acordo com a Volks, o complexo localizado ao lado da Rodovia Anchieta foi adaptado para receber a linha de produção da plataforma modular MQB (a mesma de Golf, Passat e Audi A3 Sedan), que servirá de base para a sexta geração do Polo e o Virtus. A reestruturação da fábrica faz parte do plano de investimentos de R$ 7 bilhões que a empresa fará até 2020.

Revelado na Alemanha na semana passada, o Polo será lançado no Brasil entre outubro e novembro prometendo padrão de acabamento superior e tecnologias inéditas (como o painel totalmente digital) para o segmento (versões topo de linha do Chevrolet Onix, Hyundai HB20, Fiat Argo e Ford Fiesta).

As motorizações para o mercado brasileiro ainda não foram confirmadas, mas as versões mais em conta do Polo poderão herdar de up!, Gol e Fox os propulsores aspirados 1.0 MPI de até 82 cv e 1.6 MSI (120 cv). Para as configurações mais caras, os motores turbinados 1.0 TSI (125 cv) e 1.4 TSI (150 cv) do Golf são os mais cotados.

Sedã Virtus, SUV compacto e nova picape chegam depoisO Virtus será produzido em São Bernardo do Campo no final do ano para ser lançado no começo de 2018. Apesar de utilizar a mesma plataforma do Polo, o sedã terá o entre-eixos alongado para aumentar o espaço interno e, consequentemente, rivalizar com Honda City, Chevrolet Cobalt, Renault Logan, Etios Sedan, além da variante dois-volumes do Fiat Argo (também prevista para o ano que vem).A plataforma MQB também originará um SUV compacto baseado no conceito T-Cross, que deve ser apresentado em meados de 2018. Em seguida, será a vez da picape de porte intermediário que substituirá as versões topo de linha da Saveiro para concorrer com a Fiat Toro e Renault Duster Oroch (esta será lançada entre o final de 2018 e o início de 2019).

Fotos: Divulgação Projeções Volkswagen Virtus: Kleber Pinho da Silva

O post Volkswagen confirma a produção do novo Polo e do sedã Virtus no Brasil apareceu primeiro em Carsale.

Chevrolet Cobalt ganha Isofix e nova cor na linha 2018

O Chevrolet Cobalt 2018 chega às concessionárias nos próximos dias com algumas novidades no quesito segurança. O sedã passa a contar com os sistemas Isofix e Top Tether de fixação de cadeirinhas infantis no banco traseiro. Além disso, há a inclusão de luz auxiliar de neblina na base do para-choque traseiro.

A GM ainda não confirmou se os preços do Cobalt serão alterados. No site da marca os preços da linha 2017 começam em R$ 62.990 para a versão LTZ manual; R$ 67.790 LTZ automática e R$ 69.990 Elite automática.

O Cobalt é equipado de série com direção elétrica; ar-condicionado; vidros, travas e retrovisores elétricos; sensor de estacionamento com gráficos; faróis de neblina; abertura do porta-malas à distância; computador de bordo; volante com regulagem de altura e comandos do rádio e do piloto automático; alerta de pressão baixa dos pneus; sistema OnStar de monitoramento e concierge; rodas de liga leve de 15 polegadas; airbags frontais; freios com ABS e EBD, entre outros.Na versão Elite há o acréscimo de câmera de ré, sensor de chuva, faróis com acendimento automático, banco traseiro bipartido e rodas de liga leve aro 16”.

Por fora, a única alteração visual (além da nova luz traseira de neblina) é o reposicionamento do emblema do nome do modelo à esquerda na tampa do porta-malas.Na linha 2018, o Cobalt ganhou a cor metálica cinza Satin Steel. As tonalidades branco Summit, prata Switchblade, marrom Mogno Brown, cinza Graphite, azul Blue Eyes e preto Ouro Negro continuam sendo oferecidas.

A motorização de 1.8 litro de 8 válvulas, que gera até 111 cv de potência e 17,7 kgfm de torque, e as transmissões manual e automática de seis marchas não sofreram alterações.

Fotos: Divulgação

O post Chevrolet Cobalt ganha Isofix e nova cor na linha 2018 apareceu primeiro em Carsale.

Primeiras impressões: Fiat Argo Drive 1.0 tem fôlego para encarar Onix e HB20?

Quando publicamos há algumas semanas as primeiras impressões das versões Drive 1.3 GSR e HGT 1.8 (manual e automática) do Fiat Argo, muitos leitores do Carsale questionaram se a configuração de entrada Drive 1.0 de três cilindros não teria o consumo e o desempenho comprometidos por conta do maior peso que o motor Firefly de três cilindros tem de empurrar em relação aos irmãos menores Mobi e Uno. Para sanar essas dúvidas (ou parte delas), a Fiat convidou a imprensa especializada para um rápido teste-drive do Argo Drive 1.0 pelas ruas de São Paulo.Herdado dos pequeninos Mobi e Uno, o propulsor não sofreu alterações para equipar o Argo. O 1.0 de seis válvulas (duas por cilindro) gera 72 cv de potência com gasolina e 77 cv quando abastecido com etanol. O torque máximo de 10,4 kgfm e 10,9 kgfm, na ordem, é disponibilizado entre 3.250 e 4.250 rpm, mas a Fiat diz que o motor entrega 80% dessa força a 2.500 rpm para proporcionar respostas mais ágeis no uso urbano – condição em que 70% dos compactos com motorização de 1.0 litro são majoritariamente utilizados, segundo a fabricante.Ao volante do Argo Drive 1.0, o motorista encontra a boa posição de dirigir (não tão elevada como a do Chevrolet Onix e nem tão baixa quanto no Hyundai HB20) e a ergonomia correta das demais versões. A condução do hatch na cidade é facilitada pela direção elétrica levinha (que nesta versão não possui a função City que alivia o peso da assistência em manobras), mas poderia ser melhor se a alavanca do câmbio manual de cinco marchas tivesse a mesma precisão das variantes 1.3 e 1.8 avaliadas anteriormente. Fora isso, o Argo 1.0 é agradável de dirigir e anda bem no trânsito urbano (mesmo pesando cerca de 100 kg a mais que os principais concorrentes), contrariando os questionamentos feitos na época do lançamento.

De acordo com os dados de fábrica, o compacto acelera de 0 a 100 km/h em 14,4 segundos e atinge os 157 km/h de velocidade máxima com gasolina. Com etanol, a aceleração é um segundo mais rápida e a velocidade final chega aos 162 km/h.No rápido contato que tivemos com o modelo, constatamos que o desempenho é condizente para a proposta de um carro 1.0, aparentemente mais esperto que o Onix e um pouco abaixo do HB20. O câmbio (que possui diferencial mais curto que nas versões 1.3 e 1.8) aproveita …
Ler mais

O post Primeiras impressões: Fiat Argo Drive 1.0 tem fôlego para encarar Onix e HB20? apareceu primeiro em Carsale.

1 2 3 131